04/03/2017 - 16:25:57

Janduhy Carneiro lembra empréstimo da Cagepa e diz que não há motivo para privatização

Autor: Joelma Alves

Janduhy Carneiro lembra empréstimo da Cagepa e diz que não há motivo para privatização

 

Os deputados estaduais debateram nesta quarta-feira (21) a possibilidade da privatização da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), tema amplamente divulgado pela imprensa local e até nacional. Na ocasião, um requerimento foi apresentado na Casa solicitando uma audiência com o presidente da Cagepa, Hélio Cunha Lima, para que ele possa apresentar a real situação da Companhia ao povo paraibano.

Ao se posicionar sobre o assunto, o deputado Janduhy Carneiro (Podemos) lembrou que os parlamentares já socorreram a Cagepa aprovando no ano de 2013 o polêmico empréstimo no valor de R$ 150 milhões que, de acordo com o presidente da Companhia à época, sem tais recursos a situação da concessionária de água ficaria inviável, mas, com a aprovação do empréstimo todos os problemas seriam resolvidos.

“Este orgão, a Assembleia Legislativa, já socorreu a Cagepa quando aprovou por unanimidade um empréstimo de R$ 150 milhões, valor que deveria servir para quitar todos os empréstimos da Companhia, reduzindo a despesa mensal e possibilitando maior margem de investimentos. Mas, em menos de quatro anos, volta-se a falar em privatização”, disse Janduhy.

Janduhy acredita que a empresa pode ser viabilizada, dependendo das ações da atual gestão. O parlamentar ainda lembra que há de ser levada em consideração a denúncia feita no plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) apontando que 43 funcionários têm vencimentos superiores aos R$ 30 mil, outros 20 que ganham mais de R$ 20 mil e que existem ainda 396 servidores com salários acima de R$ 10 mil.

“Há de se investigar esses altos salários pagos a esses funcionários da Cagepa. Porém, não podemos esquecer que a empresa aplicou recentemente reajustes nas contas de água resultando em dois aumentos nas tarifas em apenas um ano. O primeiro foi em fevereiro de 2016, de 21,6%. Agora, no início do ano 2017, já há o registro de um aumento superior aos 12%. Tudo isso, num percentual bem acima da inflação do período que classifica a nova tarifa da água consumida na Paraíba como uma das mais caras do Brasil, conforme informação de funcionários da própria Cagepa. Por isso, ao meu ver, não há motivo para privatização desse órgão de extrema importância para o nosso Estado”, finalizou Janduhy.