03/04/2018 - 01:59:28

Janduhy Carneiro lamenta morte de motorista de deputado e pede ação enérgica para reduzir criminalidade

Janduhy Carneiro lamenta morte de motorista de deputado e pede ação enérgica para reduzir criminalidade

 

A insegurança que assola a Paraíba foi mais uma vez a tônica do discurso do deputado estadual Janduhy Carneiro (Podemos), nesta terça-feira (3), ao lamentar o assassinato do motorista particular do deputado Caio Roberto, que foi morto a tiros dentro do carro nessa segunda (2), no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Da tribuna durante sessão da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), ao comentar a morte do motorista, o deputado disse que o Estado vive um aumento alarmante do índice de violência e que precisa de uma ação enérgica do governo para reduzir a criminalidade.

“Mais uma vítima da violência no estado, um servidor da Assembleia Legislativa que trabalhava auxiliando o deputado Caio Roberto, pombalense, Wilker Handson Rodrigues. Fica nossa solidariedade ao deputado e aos familiares. Participei do velório e sepultamento quando muitas pessoas foram se solidarizar com a família e com Caio Roberto. Esse índice alarmante de violência é preocupante. Tenho usado a tribuna desta Casa mais de uma vez cobrando das autoridades competentes que possam tomar as providências cabíveis com relação a segurança pública do nosso Estado, que deveria ser uma segurança praticada com eficiência e qualidade, mas lamentavelmente nós não estamos vendo isso”, falou o deputado.

O parlamentar voltou a falar que a tropa da Polícia Militar trabalha desmotivada com o tratamento que vem recebendo por parte do Governo do Estado. Janduhy Carneiro elencou ainda os problemas que vem afetando à corporação.

“Os policiais militares estão trabalhando insatisfeitos sem receber a gratificação de risco, porque houve promessa desde 2010 que essa gratificação seria paga pelo governo, mas que já estamos em 2018 e os PMs ainda não receberam. Nós temos um efetivo reduzido. São menos  de 9 mil, mesmo a lei complementar 87/2008 prevendo um efetivo de quase 18 mil policiais. Nós estamos vendo descumprimento de decisão judicial da equiparação salarial entre ativos e inativos, a Bolsa Desempenho dos inativos que ainda não foi paga, mesmo a justiça ordenando. Todas essas situações colaboram para que esses índices de violências cresçam”, falou o político.

O deputado disse que é necessário que a cúpula de segurança pública da Paraíba faça reuniões e planejamentos para que convoque os policiais suplentes aprovados em concurso para aumentar o efetivo da PM, antes de realizar um novo concurso.

Ainda durante seu pronunciamento, o parlamentar prestou solidariedade à família da jornalista Nelma Figueiredo, que faleceu no último sábado (31). “Quero hipotecar a nossa solidariedade ao Sistema CBN e ao Sistema Paraíba de Comunicação pela partida da nossa querida, estimada, respeitada jornalistas que relevantes serviços prestou à Paraíba, a Nelma Figueiredo. Fica nossos votos de condolências aos familiares”, disse.